Pular para o conteúdo
Voltar

Estado economizará R$ 240 mil com reforma do Lar Doce Lar

Iniciativa do NAV conta com parceiros voluntários, entre eles a Acomac e a empresa Carolina Fagundes Arquitetura e Interiores
Julia Oviedo | NAV

Coordenadora do NAV, Samira Martins, e a gerente do Lar Doce Lar, Sarah Arnoldi - Foto por: Gcom/MT - Mayke Toscano
Coordenadora do NAV, Samira Martins, e a gerente do Lar Doce Lar, Sarah Arnoldi
A | A

A reforma do Lar Doce Lar, unidade que atende pessoas com deficiência física e mental, caminha para a fase final. Até o momento, foram economizados aproximadamente R$ 200 mil entre a aquisição de materiais de construção, mão de obra e projetos. Até o final da obra este número pode chegar a R$ 240 mil.

Iniciativa do Núcleo de Ações Voluntárias (NAV), o projeto de reforma da unidade conta com parceiros voluntários, entre eles a Associação dos Comerciantes de Materiais de Construção de Mato Grosso (Acomac) e a empresa Carolina Fagundes Arquitetura e Interiores.

A Acomac já contribuiu com R$ 68 mil em materiais de construção, além de R$ 4 mil para mão de obra, totalizando R$ 72 mil. Segundo o presidente da associação, Gustavo Nascimento, o voluntariado está no DNA da Acomac, que vê na reforma do Lar uma maneira de beneficiar os moradores e mostrar também que o público e o privado podem caminhar juntos.

“Para nós é um prazer trabalhar com o setor público e mostrar que as parcerias público-privadas funcionam. Porém essa não é uma obra para este ou aquele Governo, nós fazemos pelo social”, destacou o presidente da Acomac.

Já o escritório Carolina Fagundes Arquitetura e Interiores fez a doação do projeto de reforma e ampliação, além de promover uma campanha entre os clientes para a doação de móveis. Assim, foram aproveitados vasos, bancadas, mesas, armários e diversos outros mobiliários em bom estado de conservação.

Uma das arquitetas da empresa, Ana Paula Aguiar, lembra o quanto se sensibilizaram com o Lar Doce Lar, principalmente pelas condições inapropriadas em que viviam os moradores. “A casa é o sonho de todo mundo, nós pensamos que essa poderia ser uma forma de fazer o bem para aqueles moradores e dar um lar de verdade para eles”, disse a arquiteta.

No local já foram realizadas a limpeza e manutenção do terreno, a reforma e ampliação da rede elétrica, a instalação de uma fossa séptica, a reforma de todos os cômodos, incluindo a adaptação para pessoas com mobilidade reduzida, troca de pisos e janelas, pintura e reparos no telhado da casa.

Além dos voluntários, o NAV também conta com a parceria da Secretaria de Estado das Cidades (Secid-MT), que ficou responsável pela vistoria das obras, e da Fundação Nova Chance (Funac), que disponibiliza a mão de obra de reeducandos do Sistema Penitenciário do Estado, gerando emprego, renda e uma nova possibilidade de futuro aos internos.

Doações

Agora, na última fase da obra, as atenções se voltam para a parte externa do terreno, onde serão feitas a drenagem e a construção de um muro de arrimo. Para isso, o NAV precisará de novas doações. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (65) 3613-4180 ou pelo e-mail nav@gabgoverno.mt.gov.br.