Pular para o conteúdo
Voltar

Casamento Social garante direitos para 430 casais cuiabanos

Evento é realizado pela Setas em parceria com NAV e TJ-MT
Priscilla Vilela | Setas/MT

- Foto por: Rafaella Zanol / GCom MT
A | A

O dia 20 de novembro ficará marcado na memória de 430 casais cuiabanos como o momento em que passaram a ser reconhecidos pela justiça efetivamente como um casal. Isso foi possível graças ao Casamento Social, evento realizado na noite deste domingo (20.11) pelo Governo do Estado de Mato Grosso, no ginásio Aecim Tocantis, na capital.

O programa é realizado por meio de uma parceria entre a Secretaria de Estado de Trabalho e Assistência Social (Setas), o Núcleo de Ações Voluntárias (NAV) e o projeto Justiça Comunitária, do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT). O Casamento Social garantiu aos 860 noivos participantes o direito ao exercício pleno da cidadania, por meio da emissão do registro da certidão de casamento.

“Hoje é um dia feliz, que demonstra a união de esforços de vários órgãos para poder proporcionar esse dia especial para vocês. Esse casamento é importante para que, além de vocês conseguirem regularizar a situação matrimonial de vocês, todos tenham acesso à certidão de casamento”, considerou o secretário da Setas, Valdiney de Arruda.

A união dos casais foi sacramentada por um juiz de paz e testemunhada por todos voluntários que trabalharam para que o Casamento Social fosse concretizado da melhor forma possível. O juiz coordenador do projeto Justiça Comunitária, José Antônio Bezerra, falou aos noivos sobre a experiência de participar dessa consolidação.

“Essa festa aqui demonstra que quando as instituições se unem é possível fazer algo muito bom com retorno para a população. Nos sentimos honrados de poder participar desse momento de união de vocês e que mudará a vida de todos, definitivamente. É muito gratificante, realmente poder estar aqui. E viva os noivos”, enfatizou Bezerra.

Além das bênçãos, os noivos desfrutaram de uma celebração com tudo a que tinham direito. Isso é, muitas fotografias, bem-casados, entrada com direito a fundo musical e uma festa decorada. Tudo isso, com a ajuda de empresas parceiras. 

Fabiane Arruda e Rodrigo Martins aprovaram tudo que receberam no Casamento Social. “Estamos juntos já há treze anos, temos três filhas. Mas o tempo foi passando e acabava que nunca casávamos. Agora com essa oportunidade estamos aqui oficializando e com direito a tudo isso. Dá para ver que tudo foi muito bem organizado, ficamos muito contentes de ter essa comemoração desse jeito”, comemorou o casal.

O Casamento conta ainda com o apoio do Ministério Público do Estado (MPE), da Defensoria Pública e dos cartórios Xavier de Matos e 3º Serviço Notarial e Registral das Pessoas Naturais de Cuiabá.

No interior

Aproximadamente 700 casais participaram, neste ano, do Casamento Social no interior de Mato Grosso. O programa passou por 13 municípios, com o objetivo de oficializar a união de casais que não o conseguiam fazer por falta de condições financeiras ou documentação.

Os municípios que receberam a edição de 2016, estão Pedra Preta, Alto Paraguai, Diamantino, Glória D’Oeste, Porto Esperidião, Dom Aquino, Canarana, Confresa, Porto Alegre do Norte, Ribeirão Cascalheira, Juara e Cáceres.